IDENTIFICAÇÃO DO ESTÁGIO DO CICLO DE VIDA ORGANIZACIONAL DE INDÚSTRIAS DE PEQUENO PORTE DO SUL DE SANTA CATARINA

Autores

DOI:

https://doi.org/10.47179/abcustos.v15i3.558

Palavras-chave:

Ciclo de vida organizacional. Contabilidade gerencial. Pequenas indústrias.

Resumo

O estudo objetivou identificar o estágio do ciclo de vida organizacional que prevalece nas pequenas empresas fabris localizadas nos municípios de microrregião do sul de Santa Catarina. Para essa finalidade foi realizado um levantamento de dados por meio de questionário aplicado em 88 indústrias de pequeno porte. Os resultados apontaram a prevalência dos estágios do ciclo de vida organizacional conhecidos como “crescimento” (27,27%), “maturidade” (23,86%) e renascimento (22,73%), em detrimento dos estágios de “nascimento” (15,91%) e “declínio” (10,23%). Além disso, a hipótese de pesquisa que cogitava não haver interferência do número de funcionários no estágio do ciclo de vida da empresa foi rejeitada, pois os dois grupos amostrais mostraram médias distintas do ponto de vista estatístico pelo Mann-Whitney Test. As contribuições da pesquisa são no sentido de que (i) permitiu conhecer a realidade das pequenas empresas fabris de microrregião do sul de Santa Catarina quanto aos estágios do ciclo de vida organizacional, (ii) constatou a aderência do modelo utilizado neste contexto empresarial e (iii) apontou evidência estatística sobre a influência do número de empregados no estágio do ciclo de vida de pequenas empresas.

Biografia do Autor

Rodney Wernke, Grupo de Pesquisas em Empreendedorismo e Gestão de Micro e Pequenas Empresas (GRUPEM-UNISUL)

Possui graduação em Ciências Contábeis pela Universidade do Sul de Santa Catarina (1992), Especialização em Gerência de Custos/UNISUL, Especialização em Contabilidade/UNISUL, mestrado em Engenharia de Produção pela Universidade Federal de Santa Catarina (1999) e doutorado em Engenharia de Produção pela Universidade Federal de Santa Catarina (2001).

Ivone Junges, UNISUL

Economista, Doutora em Engenharia de Produção/UFSC, Professora universitária.

Arielle de Jesus Medeiros, UNISUL

Graduanda em Relações Internacionais/ UNISUL.

Downloads

Publicado

2020-12-31

Edição

Seção

Artigos e resenhas