APLICAÇÃO DO TIME-DRIVEN ACTIVITY-BASED COSTING (TDABC) POR ETAPAS PRODUTIVAS OU POR LINHA DE PRODUÇÃO

Autores

DOI:

https://doi.org/10.47179/abcustos.v15i3.580

Palavras-chave:

TDABC. Comparativo. Estudo de caso.

Resumo

O estudo abordou questão relacionada ao impacto da aplicação do TDABC por etapas produtivas ou por linhas de produção no valor do custo de transformação e na lucratividade dos produtos e teve o objetivo de comparar tais aplicações no contexto de uma indústria. Para tanto, utilizou-se a metodologia classificável como descritiva, com abordagem qualitativa e no formato de estudo de caso. Após relatar sobre os cálculos que fundamentaram o estudo, evidenciou-se que a adoção do TDABC por “linha de produção” possibilita obter valores de custo unitário dos produtos semelhantes aos que foram obtidos quando empregada a metodologia pormenorizada por “etapas”, com pequena distorção de valores entre os procedimentos de custeio comparados. Além disso, constatou-se que a causa dessas diferenças de valores pode ser atribuída à ociosidade existente na linha de produção abrangida. Portanto, a pesquisa contribuiu ao evidenciar que não é relevante (do ponto de vista da acurácia dos valores a custear aos produtos) utilizar uma planilha de custos baseada no detalhamento do TDABC para cada etapa produtiva ou adotar uma planilha menos detalhada, pois não afetou de forma relevante o valor do custo unitário dos produtos no contexto estudado.

Biografia do Autor

Rodney Wernke, Sem vínculo institucional

Contador. Doutor em Engenharia de Produção/UFSC

Ivone Junges, UNISUL

Economista. Doutora em Engenharia de Produção/UFSC. Professora na UNISUL.

Cleyton de Oliveira Rita, UFSC

Contador. Doutor em C. Contábeis/UFSC. Professor no Curso de C. Contábeis/UFSC.

Downloads

Publicado

2020-12-31

Edição

Seção

Artigos e resenhas